Logo da ATI

Notícias da ATI

Notícia publicada em 20/10/2021 às 10:06

Live discute a importância de um Projeto de Vida

/image/journal/article?img_id=12507928&t=1634735504799

A live do Programa de Preparação para a Aposentadoria da Agência Estadual de Tecnologia da Informação (ATI PE) , realizada no dia 19 de outubro, enfatizou a importância da elaboração de um “Projeto de Vida”, especialmente para quem está em fase de transição como os agentes públicos que desejam se aposentar e temem à nova vida sem a rotina diária e a convivência dos amigos.  A psicóloga e coordenadora do Programa Vida Ativa da Fundação de Aposentadorias e Pensões dos Servidores do Estado de Pernambuco (Funape), Andréa Aragão, foi convidada para ajudar a apontar o caminho para o enfrentamento do novo momento, como viver a segunda metade da vida com qualidade.

 

Segundo pesquisa (Helliwell, Layard & Sachs, 2012), a satisfação com a vida passa por alguns pontos essenciais. São eles: renda; expectativa de vida saudável, amparo da família e amigos em momentos difíceis; sensação de liberdade para fazer escolhas importantes. “A felicidade e o bem estar dependem em maior parte de questões associadas a atitude pessoal. Para ser feliz é preciso que esse conjunto esteja em sintonia. Por isso a necessidade de se conhecer, de saber qual ponto não está funcionando. A técnica Roda da Vida ajuda na autoavaliação. No mais, é investir no que é necessário para sua felicidade. Se você não terá mais contato com os amigos do trabalho antigo, crie novos laços de amizade, trabalhe em outros locais, tenha novos hobbies, mude, reinvente-se, corra atrás dos seus sonhos antigos.”,  indica.

 

Para Andréa, o importante nessa fase, assim como na primeira metade da vida de qualquer pessoa, é transformar as intenções em ações. “Um projeto de vida é formado por ideias e condutas integradas.  Então é preciso saber quais os seus desejos, quais os seus interesses, o que gostaria de fazer ou aprender... e ter em mente que na segunda metade da vida, após os 50 anos, há algumas vantagens fruto da experiência acumulada, da maturidade, da liberdade e do poder de decisão”, conclui.